Moral da história. Parabéns pra você...


Uma colega, do trabalho, fez aniversario e fomos almoçar juntos, “os amigos de trabalho”. Observando bem a mesa, pude notar alguns detalhes que vou compartilhar com você.

Neste dia, o seu dia especial, todos falam com você e te felicitam. Mas a maioria no dia a dia não te deseja um bom dia. Seu parente distante, aquele que fala da sua vida, te liga e deseja sucesso e saúde... (PRA ESSE PARENTE E MELHOR VOCÊ DAR DE PRESENTE, UM GATO. AÍ ELE VAI TER SETE VIDAS PRA CUIDAR E VAI ESQUECER A SUA). E o seu chefe, que só sabe falar gritando e não libera o pagamento da hora extra pra ficar bem com o patrão, nesse dia te oferece almoço “0800”, mas na verdade, ta fingindo que lembrou a data pra não ficar pior na fita... Até seu desafeto te liga, rindo horrores, mas esse com um motivo óbvio... (VOCÊ TA SE PERGUNTANDO QUAL? É LÓGICO QUE ELE SABE QUE A CADA ANIVERSÁRIO VOCÊ FICA MAIS PERTO DO GAME OVER!!!). Na verdade esse é o único que tem motivos pra comemorar. (BIZARRO!!! KKKKK KKKKK)

E os amigos, aqueles de longa data, que você pagou almoços, convidou pro churrasco na sua casa, ligou pra saber como estavam e até perdeu noites de sono por causa de seus problemas? Resposta: Esqueceram!!! Eles têm a própria vida pra se preocupar. (AO MENOS VOCÊ NÃO VAI PRECISAR FICAR DISTRIBUINDO GATOS DE PRESENTE...)

Mais aí aparece aquela pessoa, que você não dá a mínima, e a outra que você não deseja bom dia, aquele parente de quem você toma conta da vida, o seu subordinado que você destrata, o seu desafeto, melhor, aquele amigo que você sempre esquece o aniversario e que gosta tanto de você e te deseja um FELIZ ANIVERSÁRIO.

Bom, SE LIGA, tire conclusões mais não precipitadas. Moral da história. Parabéns pra você...

Moral da história: O mau do esperto e achar que todo mundo é otário.


Galera, eu preciso desabafar. Estava eu, no ponto de ônibus quando uma senhora com um lenço mal amarrado na cabeça, pedindo uma ajuda pra pagar a passagem. Até ai tudo bem. O problema é que ela voltou no dia seguinte, e no outro e eu acabei perguntando pra esperta: a senhora vem sempre aqui? Ta me achando com cara de otário? (E A ESPERTA SAIU RINDO). Ai, o despachante me disse que a “esperta” todo dia passava ali pedindo dinheiro, e com o que ela tava arrecadando já devia dar pra comprar uma passagem pra Disney.

Trabalhar que é bom nada. Ai eu fico imaginando a mendiga/maluca/esperta pagando a passagem de avião pra Disney e eu indo de ônibus em pé pra casa. (MUITA RAIVA). Ou melhor, a pessoa indo de taxi pra casa, com o meu dinheiro. (TA DE SACANAGEM) Ou até depois de chegar em casa, assistindo a novela na TV de plasma com o home theater que eu paguei. (AE, SE EU TOPAR COM ELA DENOVO EU DOU UMA BANDA) A mendicância virou uma profissão rentável. (ISSO É O CÚMULO DA SEM VERGONHICE). Daqui a pouco ela ta dando curso básico de como pedir dinheiro no sinal. (SE VOCÊ TA PENSANDO EM FAZER O CURSINHO PRA VIAJAR PRA DISNEY PODE TIRANDO SEU PONEY DA CHUVA).

Minha esposa (SEMPRE TENHO QUE FALAR NELA!!! KKKKK), me disse que a alguns anos ela ouviu falar de um cara que comprava um bife, amarrava na perna e fingia que era uma ferida. É muita criatividade. Muita esperteza!!!! Da próxima vez eu vou oferecer uma lavagem de roupa ou uma faxina ou até pra capinar um terreno. (EU SEI QUE VOCÊ JÁ DEU SEU RICO DINHEIRINHO TAMBÉM... PODE PARAR DE RIR.) Moral da história: O mau do esperto e achar que todo mundo é otário.

Moral da história: No dos outros é refresco!!!!

Você deve ter percebido que na última sexta não publiquei nada. Sabe qual o motivo? (JÁ SEI. VOCÊ ACABE DE DIZER UM CLARO QUE NÃO SUA MÚMIA!!) Então eu vou te contar. Hoje terça feira faz uma semana que fui ao dentista fazer uma extração do dente siso do lado direito. Chegando lá a maravilha, fui o primeiro a ser atendido. (LEGAL ATÉ O MOMENTO QUE EU COMECEI A SENTIR DOR!!!!) Onde já se viu? Eu paguei pra sentir dor!

 A dentista perguntou de cara se era dinheiro ou cartão, e eu idiota disse: a vista, em dinheiro. (SE ARREPENDIMENTO MATASSE!!!). A bandida sugeriu retirar o direito e esquerdo de uma vez!!! (DE OLHO NO DIMDIM!!) (TO COM DOR E SEM HUMOR). Retirou o primeiro, suturou, percebeu uma pequena hemorragia e não disse nada. No segundo, rios de sangue. (DOR, DOR, DOR, DOR) (SANGUE, SANGUE, SANGUE). Ela me mandou pra casa e depois de mais de 5 horas sangrando voltei e ela costurou por cima e inclusive a minha língua junto. (TA RINDO!!! É QUE NÃO FOI COM VOCÊ). Minha esposa acompanhando tudo dizia: AINDA VAMOS RIR MUITO DISTO NO FUTURO!! Ou então! TA DOENDO AMOR? A dentista dizia: ELE TEM MUITA BOCHECHA!! KKKK KKKKK . Todo mundo se divertindo, só eu que não. No final das contas, gastei dinheiro (EXTRAÇÃO, ANTIBIOTICOS, ANALGESICOS, ANTI-BACTERICIDAS), to sofrendo, com raiva (NÃO A DOENÇA, O SENTIMENTO).

 Hoje, exatamente uma semana depois, o ponto abriu tem um buraco na minha boca, to sentindo que no local tem algo áspero, o que pode ser parte do dente que a PESSOA tentou esconder dentro da gengiva. To com tanta preocupação (LEIA-SE MEDO), que vou procurar outro dentista... E você continua rindo né!!! Moral da história: No dos outros é refresco!!!!

Moral da história: SOGRA, você um dia vai SER uma.


Conversando com minha esposa sobre o futuro, iniciamos as negociações sobre filhos. A princípio, teremos um e adotaremos outro. Em dois anos chega o primeiro. (ATÉ AI TUDO BEM). Começamos a falar sobre a educação das crianças, a escola, a faculdade, o casamento...
Momento do surto... “Meu filho não vai casar com qualquer uma não.” “Eu vou ter que conhecer ELA muito bem...” “Ta pensando o que? Vem aqui diz que quer casar com minha filha e leva...” “Primeiro o estudo e depois pensar em casamento”. Já vi que não vou nem me preocupar quando chegar a hora. A SOGRA DE GUARDA TA SOLTA!!!

ACORDA!!! A criança nem nasceu e você já ta pensando em atazanar a vida da pessoa. Tá surtando? Sai sogra que esse corpo não te pertence!!! (kkkkkk kkkkk). Será que toda mulher guarda este alien dentro de si? (TO FICANDO COM MEDO! SEGONE WAVER, ME AJUDA A MATAR ESTE ALIEN?)

Vamos soletrar pra ficar mais fácil a identificação da MEGERA. Desculpe, da palavra. (CHAMA O LUCIANO, TO ME SENTINDO NO SOLETRANDO.). S de serpente, O de onça, G de gambá, R de ratazana, A de anaconda (S-O-G-R-A). Ai eu pergunto pra você? Qual o motivo de se tornar uma? Seria a evolução da espécie? (NEM QUERO CONTINUAR PENSANDO NISSO)
No final das contas além da sogra oficial, temos uma em potencial dentro de casa. Eu sei que nem toda mulher evolui pro lado negro da força mas... NUNCA SE SABE NÉ!!! A minha deu sinais da existência. Tudo bem eu to tratando. Se não meus filhos vão ter problemas.
Opa!!! Até eu to rendendo essa conversa!!! SAI SOGRA/ENCOSTO EM NOME DE JESUS!!! (KKKKKK) Moral da história: SOGRA, você um dia vai SER uma.

Ps.: Se eu contasse a conversa do se eu ficasse rico... (AI MEUS DEUS!!!)

Moral d a história. Moral da historia. Pra se morrer basta estar vivo.


Demorei a postar a coluna hoje. Tava com medo da sua reação ao assunto. (JÁ ENTENDI, UM NÃO METE ESSA CAI BEM AQUI. KKKKK). Bom, entrei na internet e encontrei um monte de perfis dizendo “LUTO”. Será que estão todos morrendo? Eu sei que morte é algo doloroso, mas a vida continua. Inclusive no fim de semana passado faleceu um tio meu. Abri o jornal e ainda estão falando da morte da Amy e aproveitaram pra lembrar dos outros que já partiram... (AE, EU NÃO TO LEGAL...). Ainda bem que o hoje google não está comemorando o aniversário de morte de ninguém. (AI MEU DEUS!!! kkkkkkkk). Assisti ontem a reprise do CSI e Bonnes e tinha gente sendo enterrada viva.

Tenho que confessar, eu nunca entrei no cemitério na vida. E na verdade só quero depois da morte é claro!!! Fui conversar com o meu amigo e a bomba. (NO BOM SENTIDO É CLARO)Ele tem um site. Até ai tudo bem. O site se chama Memorial Vivo. Nome interessante. Entrei no site. (SOCOOOOOROOOOOOOOOO!!!!!!!!!!! SERIA OS SINAIS DOS TEMPOS!!! SAI DAQUI, VAI PEGAR OUTRO... TUDO TA FALANDO DE MORTE, kkkkkkkkkk kkkkkkk) Pra completar o meu dia só falta alguém vir me vender o plano funeral. Eu quero continuar vivo!!!!!

Naveguei no site? Lógico. Acesso de riso... Não consigo parar... Preciso escrever... A morte caiu bem pro site... Isso é nome de filme. A idéia e pra lá de inusitada. Imagine, você e não eu, morre no Orkut e vai pra onde pro Memorial Vivo. Morre no face e... Memorial Vivo. Morre e Memorial Vivo. Seria este o destino mais remoto de todo o internauta. Seria esta a última barreia da vida na internet. (ACHO QUE O AI MEU DEUS ENTRA AQUI!!!!) Eu já morro de rir de alguém colocando uma vela pra iluminar o caminho de quem já morreu e agora a galera tá colocando vela virtual!!!! Na verdade coloca flores, velas, presentes. Virtuais é claro, até porque mesmo no presencial, o defunto não vai aproveitar nada. (KKKKK )To até vendo, no dia 02 de Novembro vão acabar lavando o site. (QUE MEDO!!! KKKK). Não quero morrer nem de rir!!! Quer matar a curiosidade procura o site no google. (VAI SEM MATAR NINGUÉM).

Gente, eu sei é assustador a primeira vista. Mas agora já acostumei. Como diz uma amiga desopilei. Tava demorando... O cara agora ta me oferecendo um memorial... Poxa eu to vivo! Deixar reservado? Nem pensar. Só me faltava essa. Sai de mim. Moral da historia. Pra se morrer basta estar vivo.

Moral da história. Príncipe Encantado só tem um e casou-se com a Cinderela.

Hoje acordei atrasado, com aquela sensação de pesado, e olha que eu nem jantei, demorei alguns minutos pra despertar e fiquei preso em alguns pensamentos. Na verdade meus pensamentos são de doer. E melhor é falar de situações que de mim mesmo. Mesmo porque aqui posso revelar apenas parte. Nem me movi e já estava pensando em como os anos estão passando rápido. (ESTRANHO PARA O PRIMEIRO PENSAMENTO DO DIA, TALVEZ TENHA TIDO PESADELOS)

Levantei e olhei no espelho. Pra maioria dos homens o espelho é um bom companheiro que só mostra o que queremos ver. No meu caso, principalmente pelo meu senso critico é brabo... Cabeça branca, barba branca, e nem devia falar mas a barriginha ta sinistra....(KKKKK) Será que eu ronquei esta noite?

Meu Deus alguém tem um antídoto pra velhice? E a coluna que ta dando sinais de vida. Coloquei uma música para tocar do celular... Era a musica que tocou quando minha esposa entrou na igreja. Pra minha derrota lembrei que ela me disse que eu parecia um príncipe esperando ela no altar... Estaria eu lentamente me transformando em um sapo? O dono deste conto poderia dar uma melhoradinha no personagem principal? Da pra fazer esta gentileza? PRENDAM O FANTASMA DOS ANOS FUTUROS, ELE QUER ME TIRAR A PAZ... COLOQUEM A MADRASTRA MÁ ATRAZ DAS GRADES... ESCONDAM TODAS AS MAÇÃS ELAS PODEM ESTAR ENVENENADAS... ESPELHO NEM SE ATREVA... KKKKKK KKKKK

Passado o surto matinal, depois de dois tapas na própria face, e com o comando toma vergonha nessa cara. Decidi cortar o cabelo mais tarde, fazer a barba, procurar uma academia e permitir que o bom e velho espelho minta pra mim dizendo: como estou bem apesar da idade (ESCLAMAÇÕES, RISOS). Decidi acreditar que pelos olhos de minha esposa ainda sou o príncipe que ela viu arrumado no altar. To preocupado mas nem tanto... A final de contas todas as minhas histórias tem uma moral. E o Moral da historia. Príncipe Encantado só tem um e casou-se com a Cinderela.

Moral da história. Quem é vivo sempre aparece! (SNIF, SNIF, SNIF)

Amigos, amigos e amigos. Demorei a decidir e marcar minha volta. Sabe como é, fui para o exterior pela primeira vez e quando voltei o caos não me permitiu voltar para a rotina. Ainda não estou bem adaptado, mas aqui vou eu... Estarei publicando nos próximos dias minhas lembranças da viagem e começo com o meu retorno ao Brasil, terra da mortadela...

Você deve estar se perguntando o motivo de começar pelo fim e o porque do “terra da mortadela” então vou lhe esclarecer. Primeiro começar pelo final é sempre mais divertido e segundo que esta lembrança me irrita e faz rir até hoje...

Estava em Madrid na volta, apreciando os minutos finais de ares do bom e velho mundo e entre outras coisas tive o prazer de degustar o famoso presunto de Parma (MUITO REBUSCADO NÉ. KKKKK KKKKK). Tudo muito bom até entrar para a última coxão para o Brasil. (RESSALTO QUE A VIÁGEM FOI EXPETACULAR EM TODOS OS SENTIDOS.)

O avião decolou e depois de alguns minutos foi servida a comida. Me senti como um astronauta voltando do espaço e entrando na câmara de readaptação. Junto da minha refeição um belo pão francês recheado de mortadela. Me perguntei. Cadê o presunto? Onde foi parar a pasta ou o pollo (frango)?

E minha resposta mental foi imediata... Acorda você está entrando novamente na atmosfera brasileira, precisa se acostumar novamente com ônibus lotado, trabalho todo dia, Marmita, MORTADELA (QUE MEDO, KKKKK). Por pouco o desespero não toma conta. Minha mente continuava a trabalhar. Até algum dia banhos diários de banheira, garçons prontos para me servir, passeios, comidas interessantes, compras em lugares inusitados, banho no Mar Morto, sombra e água fresca, hotel 6 estrelas...

Assim como você eu me acostumo fácil com o que é bom. (kkkk) Mas eu estou de volta e quase readaptado. Afinal não poderia deixar meus leitores/amigos sem meus comentários. Entendeu o motivo da mortadela? Moral da historia. Quem é vivo sempre aparece. (SNIF, SNIF, SNIF)

Moral da história. Que azar é este?


Pra começar peço desculpas por não ter publicado a Moral de ontem pois foi meu aniversário. Obrigado amigos. Hoje acordei tarde e decidi vir trabalhar de trem. Descobri que é uma fonte inesgotável de acontecimentos. Você vê de tudo. Se eu pudesse viria todo dia. É pilha!!!

Fiquei de frente pra um senhor e na estação seguinte, uma senhora se colocou a meu lado e logo puxou assunto com a jovem que estava a sua frente. Apesar de muitos não terem noção. Eu tenho alguma e percebi que a pessoa não estava com a menor vontade de conversar, mas deu atenção.

A mulher danou a falar das desventuras do filho. Eu sei que é feio prestar atenção na conversa dos outros mas não tive como. (ME ESCANGALHEI DE RIR) O cara, filho/militar e tão azarado que segundo sua mãe, só vive preso. Entre uma risada e outra consigo me lembrar bem de duas. O rapaz vem com a bandeja de comida pelo refeitório, escorrega e a bandeja cai na cabeça do chefe (TALVEZ UM CABO OU OUTRA PATENTE), todo mundo ri e resultado, detenção. Desta última vez, tava na torre de vigia, dormiu em pé… Segundo as palavras da mãe, dorme muito bem deitado imagina de pé… Cochilou na cabine de um por um e de alguma maneira conseguiu dar um tiro que quase acertou o colega que estava no mato. Resultado, detenção. Só pergunto uma coisa. O que o maluco tava fazendo no mato durante a madrugada? Mas deixa pra lá… É tão azarado que tava preso enquanto tava todo mundo rindo dele. Ouvindo parecia até piada ou trecho de filme. (kkkkk)

No final a jovem reconheceu o nome do milico, disse que perto dele nem pensar e eu acho que depois de tudo ele perdeu uma possível namoradinha. Moral da história. Que azar é este?

Moral da história. Quanto mais eu rezo mais assombração aparece.


Gente, eu devo estar cagado de urubu, só pode ser. Esses dias dois amigos me ligaram dizendo que estavam lendo a coluna e queriam ver como eu estaria no fim do ano. Isso por que me conhecem, é já sabem os absurdos que me acontecem em 24hs. (Zoando muito. Abraço M.C e A. S.).

Sai pra trabalhar normalmente. Sabe eu não sou uma criatura do dia, nas primeiras horas é muito fácil que eu esteja, como diria uma amiga mais velha, A. V. que inclusive faz niver hoje, “monossilábico”. Pois bem… Estava descendo o condomínio quando via uma vizinha que não tenho muito contato, mas já tinha percebido que ela gosta de falar.
Retardei meu passo, justamente para não ser visto. Não adiantou nada ele me viu e esperou.

Irmão é muita carência, muita vontade de não dizer nada, ai meus Deus!!! Ela falou dos gatos, dos vizinhos, do trabalho dela… O ônibus veio!! (Tomara que não pegue esse ônibus!!! Tomara que não pegue esse ônibus!!! Tomara que não pegue esse ônibus!!! REPETI ISSO NA MINHA MENTE UMAS CEM VEZES). Você já sabe, ela pegou. Ai eu estava torcendo pra sentar e não ter lugar junto . Eu sentei, não junto. (Graças a Deus!!!). Infelizmente no corredor, ao lado dela que também sentou no corredor.

Eu sou casado e minha mulher fala pelos cotovelos. Suportar a dos outros logo cedo… Minha viagem pro trabalho dura mais de uma hora e meia. Tentei dormir e nada ela continuou falando sei lá o que. Um cara entrou na frente, ela pediu licença. Na minha cabeça muitos sinos… E ela falando nada que prestasse. Ufa, depois de um engarrafamento monstro cheguei. Como diria, I.R, outra amiga: “to rezando pouco” Moral da história. Quanto mais eu rezo mais assombração aparece.

Moral da história. Bla, bla, bla, pererê pão duro.


Dia difícil, hoje é dia de trabalhar perto de casa. Geralmente por este motivo gosto muito das segundas- feiras, mas esta tá de doer. Achava que continuaria escrevendo a coluna sobre o fim de semana mas as circunstancias me direcionaram a outro polo.
Pra começar o PC de casa desligou enquanto eu escrevia a coluna (PERDI TUDO, E O PC NÃO QUIS LIGAR). Tudo bem eu sei que tinha que ter salvo o arquivo. Mas nem você faz isso toda hora. Estou cheio de vontade de xingar o Bill… aquele que ganha muito com o sistema operacional.

Depois ao procurar o pendrive, descobri que minha esposa o lavou na máquina. E no final de semana ela me pediu pra escrever algo sobre ela também… To com vontade de xingá-la. (MAS NÃO VOU FAZER ISTO). Acho que palavrão é falta de vocabulário. Meu bem já estou pensando e escrevendo sobre você.

Cheguei no trabalho e percebi que tudo que eu tinha estava no pendrive. (CARA DE TRISTE). Aqui tudo que estou tentando fazer não está dando certo. Seria hoje o dia comparado a sexta-feira 13 para os profissionais de informática e colunistas… Lembrei da minha esposa de novo. Toda vez que ela tá contando algo que ela não quer dar muitos detalhes ela diz no meio da frase… “Bla,bla, bla, pererê pão duro” Faço minha estas palavras. Entre xingamentos eu prefiro não comentar. Até me pergunto o porque do pererê querer pão duro.

Será que se eu dormir este dia acaba. Alguém tem uma boa notícia? Pra você tudo vai bem? Por que pra mim… E ainda sentei no chiclete. Não aguento mais. Por hoje vou me calar. Moral da história. Bla, bla, bla, pererê pão duro.